sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Queda na Selic? E agora, onde invisto?

Cenário de Selic em queda, economistas já estimam um corte de 0,50% na próxima semana, levando dessa forma a Selic para 13,50% a.a e o CDI para menos de 13,40%. A taxa ainda é alta, mas já começa a prejudicar a rentabilidade dos investimentos indexados ao CDI. Os economistas estimam que a SELIC irá continuar caindo, e o boletim Focus já projeta uma Selic de 10,75% ao final de 2017.

E agora? Como investir num cenário desses? Adeus independência financeira?

De fato fica bem mais complicado encontrar investimentos bastante rentáveis e com risco baixo com uma Selic menor, e é nessa hora que o investidor terá de abrir mão da pseudo-segurança do CDB, LCI, LCA e e começar a olhar para investimentos ditos mais arrojados, detalhe é que não é porquê o investimento não tem proteção do FGC que ele é muito mais arriscado assim.

Mas quais as opções de investimentos ficam boas para uma Selic de 10,75% afinal?



Tomando como base minha estratégia e minha visão, irei listar os investimentos que considero mais atraentes para um cenário de queda nos juros. Lembrando que isso não é recomendação de compra ou de investimento, sendo apenas uma opinião com caráter informativo e baseado na MINHA ESTRATÉGIA.

- AÇÕES: Ações de boas empresas continuarão sendo uma ótima opção, na verdade até podem ter um upside maior com o corte na Selic, já que com juros menores os investidores naturalmente começam a migrar da RF para a renda variável, gerando elevações nas cotações. Um ponto interessante é que com Selic menor o endividamento das companhias acaba diminuindo naturalmente, impactando no resultado financeiro e portanto gerando melhores resultados. O investidor estrangeiro também passa a olhar mais para a renda variável. Hoje temos algumas opções de empresas boas pagadoras de dividendos com Dividend Yield que variam de 6 a 15%. Lembre-se sempre de não tomar sua decisão baseada apenas em um único indicador, o ideal é você entender bem o business da empresa e se sentir seguro antes de investir. Gosto bastante de ações e pretendo ir  aumentando a participação em carteira.

- LCI ou LCA INDEXADA À INFLAÇÃO: A grande maioria das LCI's e LCA's são indexadas ao CDI, portanto essas naturalmente perdem a atratividade com a queda na Selic, porém há um tipo de LCI que é disponibilizada em algumas instituições que são indexadas ao IPCA e ao IGPM, estas costumam pagar taxas em torno de 6% + inflação, considerando uma inflação de 6%, teriamos um retorno líquido de IR em torno de 12% a.a, o que é um retorno interessante.



- FIIS de PAPEL: Alguns FIIs de CRI (os chamados fiis de papel) possuem inúmeros papéis com vencimento longo e taxas atrativas, chegando até 12% + Inflação. Em geral a carteira dos fundos de CRIs são compostas em sua maioria por ativos indexados a inflação com bons prêmios, podendo ser uma boa pedida. Eu gosto bastante destes fundos e tenho comprado bastante, acredito que estarei bastante protegido neste cenário de baixos juros.

- FIIS DE TIJOLO: Os FIIS de tijolo embora tenham em geral yields bem reduzidos, no longo prazo seus rendimentos reajustam pela inflação (principalmente os BTS, os corporativos sofrem mais), além dos imóveis em tese irem valorizando, portanto um investimento em um bom FII de tijolo pode ser uma boa forma de se proteger da queda dos juros e ter uma boa taxa de retorno no longo prazo, em especial com a melhora da economia.

Imóveis corporativos dos FIIs podem ser uma boa pedida com Selic baixa


- CRIs E CRAs: Há com certa frequencia a emissão de CRIS e CRAS indexados a inflação, as taxas costumam ultimamente vir em torno de 6,50 a 7,50% + Inflação. Estes ativos podem ser uma boa forma de remunerar bem a carteira.

- DEBÊNTURES INCENTIVADAS: Muitas debêntures incentivadas são indexadas a inflação, com bons prêmios. Neste cenário de juros baixos pode ser uma boa ter parte da carteira em debêntures. Mas lembre-se de estudar bem a empresa emissora, conhecer seu risco e seus balanços. Normalmente quanto maior a taxa, maiores os riscos. Procure debêntures de emissores de alta qualidade.

- FIP (Fundos de Investimentos em Participações): Há alguns FIP's listados em bolsa, em especial o XPOM11 que tem uma caracteristica muito interessante, tendo uma rentabilidade mínima garantida de IPCA + 7,50%, líquido de IR. Este ativo costuma pagar ótimos dividendos semestralmente e tem contratos longos, podendo ser uma boa pedida. Eu gosto bastante de XPOM e pretendo aumentá-lo em posição na carteira.

Usina eólica Gargaú do FIP XP Omêga


- NTN-B: A NTN-B se comprada com uma taxa mais alta pode sofrer grandes valorizações num cenário de juros menores, já que a taxa da mesma tende a diminuir com a queda da Selic e dos juros futuros.


E quais investimentos devemos evitar?

Em geral, em um cenário de queda na Selic é conveniente evitar alguns investimentos como CDB's com baixas taxas do CDI (menos de 100% é um desastre, 80 nem se fala), LCI's com menos de 95% do CDI (Até 100% considero pouco), LFT, Tesouro Pré-fixado com taxas baixas, FIIs de papel que tenham muita indexação ao CDI, RDB com taxas pequenas, LC com taxas pequenas (Menos de 125% eu nem olho) e por aí vai....

Importante é ter noção que não é porquê a Selic cai que nossos investimentos serão prejudicados, sempre teremos boas opções de investimentos disponíveis e devemos apenas ir ajustando as velas.

Abraços!

21 comentários:

  1. Nao vejo motivo para querer movimentar a carteira iu evitar ativos atrelados ao cdi, ja que teoricamente se a selic cair é pq a inflação vai ser menor, no final da no mesmo.
    Ex:cenário 1: selic 14,5 ipca 8,5.
    Cenário 2: selic 12% ipca 6%
    Qual a diferença?
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Matou a pau. Pensei a mesma coisa.

      Excluir
    2. Piloto, a expectativa é de uma Selic de 10,75, não acredito que a inflação caia dos 6%, o CDI é um pouco menor que a Selic e portanto com Selic em 10,75 o CDI seria em torno de 10,60%. Um ativo que pague 100% do CDI não será tão ruim assim, mas em termos reais teremos um rendimento de apenas 4,60% a.a. e sabemos que não é fácil encontrar ativo indexado ao CDI isento de IR a 100% do CDI.

      Ademais, ativos indexados ao CDI isentos de IR dificilmente chegam a 100% do CDI, normalmente ficam em torno de 95%. Um CDB com 125% do CDI já é mais interessante, tanto que falei no post que começo a olhar a partir dos 125%.

      Abçs

      Excluir
    3. Selic não vai parar em 12, vai mais pra baixo

      Excluir
    4. Bicho

      A Selic só vai cair se a inflação cair. Senão for assim, o BC para de baixar a Selic.

      Portanto a sua tréplica ao piloto não tem o menor sentido.

      Excluir
    5. Anônimo, há poucos anos atrás o BC baixou a Selic para 7,25% a.a, e a nossa inflação estava na faixa dos 6%, portanto, sua analise é incorreta.

      Ademais, a expectativa do BC é de IPCA de 5% para 2017, e uma Selic de 10,75%, um CDB que pague 120% do CDI, rende mais com uma Selic de 14,25 e IPCA de 8,00% ou Selic de 10,75% com IPCA de 5? (Sabemos que é quase impossível o IPCA ir a 5, o Boletim Focus sempre erra a expectativa de IPCA).

      Na primeira opção teriamos um ganho real de cerca de 6,50% a.a, contra 5,96% na segunda opção.

      Como sabemos que a inflação não chegará a 5, devendo ficar na faixa de 6, esse retorno liquido cai pra cerca de 4,96.

      Excluir
  2. O que vc acha de um CDB 90% do CDI??? O banco está me oferecendo tem oportunidades melhores? obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não posso recomendar investimentos, mas na minha opinião CDB a 90% do CDI é furada total. Há muitas opções melhores, como as LCI's, LCA's e os próprios CDB's com taxas bem maiores.

      Excluir
  3. Tenho 4 mil reais aplicados em um fundo di do banco, compensa tirar e aplicar em outra coisa??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fundo DI costuma render muito pouco. Busque opções mais rentáveis, até LFT pode ser melhor.

      Excluir
  4. Ao meu ver não faz a menor diferença, na etapa que estamos de acumular e não usufruir, e se tratando de quantias pequenas... ficar esquentando cabeça pq um rende 0,002 centavos mais ou a menos. Não esqueça que quanto maior a inflação/juros menor é o ganho real nestes investimentos de rendafixa. Não se enganem pq ganhavam 14% bruto e for ganhar 10% bruto vai ser pior, pq não vai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá AA, realmente o importante é olharmos para o retorno real do investimento. Porém se levarmos em conta que o CDI estava em 14,10% recentemente e o IPCA em 8,50%, um ativo que remunera 120% do CDI nos entregava um retorno líquido de IR em torno de 14,50% e líquido de inflação em torno de 6. Se considerarmos que a inflação fique em 6% e o CDI caia para 10,60%, o retorno cai para faixa de 4,80% real, portanto um retorno bem menor. Claro que se a inflação cair mais, o retorno real fica similar, ou se a Selic não cair tanto.

      Ademais, um retorno de 0,02% a mais realmente não faz praticamente diferença alguma no LP, mas um retorno de 2% a mais faz, e muito. Portanto, é sempre interessante procurarmos formas de rentabilizar melhor a carteira. Ficar presos a ativos indexados ao CDI e com taxas baixas é aceitar uma rentabilidade medíocre.

      Excluir
  5. Botei esse seu post nos meus favoritos, quando estiver rico e puder diversificar vou usar essa sua estratégia.

    Abraços e sucesso financeiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não precisa esperar ficar rico para rentabilizar melhor a carteira, bem pelo contrário, é agora que devemos focar em rentabilizar, e ficar preso ao CDI com uma Selic baixa é algo que considero muito nocivo na jornada da independência financeira.

      Ah, e eu mesmo não tenho todos esses ativos, tenho apenas FIIS, FIP e Ações, mas sempre estou de olho nas debêntures ou CRIs...

      Abraços e obrigado pelo comentário, PS!

      Excluir
  6. Não é bem por aí não! Selic só cai quando a inflação estiver baixa... passamos por um período de exceção com a Dilma e sua nova matriz econômica. Espero que nunca mais aconteça!
    Estou indo justamente no caminho oposto do seu texto. Tem uns 3 meses que meus ativos atrelados ao ipca ou igpm perdem feio para os atrelados ao DI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, seus ativos atrelados ao IPCA e IGPM estão perdendo para o DI porquê o CDI AINDA está alto. Você não leu o texto né? Eu falei que CDI não será uma boa quando a Selic cair, e a tendência é ela cair. Você tá querendo comparar período de inflação baíxissima como a dos últimos 3 meses com o CDI que AINDA está alto? Não faz sentido nenhum.

      Espere a Selic cair e veja como ficarão as coisas.

      Excluir
  7. Olá Living!

    Legal sua estratégia! Eu estou considerando aportar em debentures. vejo algumas pagando 8 + ipca. Soa interessante...

    Se puder passe em meu blog!

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Depois vou estudar este FIP XPOM11 parece ser uma boa pedida pra receber uns dividendos.
    Anderson.

    ResponderExcluir
  9. Opa!

    Estou passando aqui para informar que a Linha de Tempo da Finansfera já está no ar. Seu blog foi incluído. Se detectar algum erro de link me fale.

    Compartilhe esta ideia mas suas redes sociais para incentivarmos novos blogueiros.

    http://abacusliquid.com/blogosfera/finansfera-timeline/

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Olá. Passando para divulgar um novo blog: http://finansferas.blogspot.com/. Criei o blog para compilar as postagens da blogosfera financeira e oferecer acesso rápido aos respectivos sites. A ideia é auxiliar e dar visibilidade aos blogs de finanças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Finasfer$,

      Sou um investidor brasileiro que veio morar na Arábia, irei contar minha historia, o dia a dia e as estratégias de investimentos que tomarei morando aqui. Se puder me adicionar no seu blog. Abraços

      Um investidor brasileiro na Arabia,
      http://brasileironaarabia.blogspot.com

      Excluir