quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Renda passiva de Novembro + Acumulado 2016

Dia 30/11 e chegou a hora de atualizar a renda recebida em Novembro e a renda acumulada em 2016. Hoje o FIP XP Omega pagou seus dividendos de R$ 7,75/cota o que ajudou bastante minha renda acumulada no ano, e ontem também o Banco do Brasil pagou cerca de R$ 0,09/ação líquido, o que também ajudou um pouco.

Maior parte dos rendimentos do mês vieram dos FIIs


Com esses pagamentos, mais os pagamentos dos FIIs ali pelo dia 16 deste mês e alguns que pagaram um pouco antes, a renda total de Novembro foi de R$ 1.449,27, sendo portanto um recorde, a maior renda passiva recebida em um mês até hoje na minha carteira, totalizando uma renda acumulada em 2016 até a data de hoje de R$ 10.186,14, sendo também um recorde de renda passiva recebida em um ano.

O valor por si só representa um aumento de cerca de 24,50% sobre toda a renda de 2015, e ainda temos mais o mês de Dezembro pra engordar esse saldo. O resultado já supera com folga todo o resultado de 2015 e deve melhorar ainda mais!

A propósito, lembrem-se de atualizar agora hoje ou nos próximos dias a renda TOTAL ACUMULADA DE 2016 ATÉ A DATA DE 30/11/2016, para eu poder atualizar o ranking deste mês.

Abraços e RUMO A IF!!

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Queda na Selic? E agora, onde invisto?

Cenário de Selic em queda, economistas já estimam um corte de 0,50% na próxima semana, levando dessa forma a Selic para 13,50% a.a e o CDI para menos de 13,40%. A taxa ainda é alta, mas já começa a prejudicar a rentabilidade dos investimentos indexados ao CDI. Os economistas estimam que a SELIC irá continuar caindo, e o boletim Focus já projeta uma Selic de 10,75% ao final de 2017.

E agora? Como investir num cenário desses? Adeus independência financeira?

De fato fica bem mais complicado encontrar investimentos bastante rentáveis e com risco baixo com uma Selic menor, e é nessa hora que o investidor terá de abrir mão da pseudo-segurança do CDB, LCI, LCA e e começar a olhar para investimentos ditos mais arrojados, detalhe é que não é porquê o investimento não tem proteção do FGC que ele é muito mais arriscado assim.

Mas quais as opções de investimentos ficam boas para uma Selic de 10,75% afinal?



Tomando como base minha estratégia e minha visão, irei listar os investimentos que considero mais atraentes para um cenário de queda nos juros. Lembrando que isso não é recomendação de compra ou de investimento, sendo apenas uma opinião com caráter informativo e baseado na MINHA ESTRATÉGIA.

- AÇÕES: Ações de boas empresas continuarão sendo uma ótima opção, na verdade até podem ter um upside maior com o corte na Selic, já que com juros menores os investidores naturalmente começam a migrar da RF para a renda variável, gerando elevações nas cotações. Um ponto interessante é que com Selic menor o endividamento das companhias acaba diminuindo naturalmente, impactando no resultado financeiro e portanto gerando melhores resultados. O investidor estrangeiro também passa a olhar mais para a renda variável. Hoje temos algumas opções de empresas boas pagadoras de dividendos com Dividend Yield que variam de 6 a 15%. Lembre-se sempre de não tomar sua decisão baseada apenas em um único indicador, o ideal é você entender bem o business da empresa e se sentir seguro antes de investir. Gosto bastante de ações e pretendo ir  aumentando a participação em carteira.

- LCI ou LCA INDEXADA À INFLAÇÃO: A grande maioria das LCI's e LCA's são indexadas ao CDI, portanto essas naturalmente perdem a atratividade com a queda na Selic, porém há um tipo de LCI que é disponibilizada em algumas instituições que são indexadas ao IPCA e ao IGPM, estas costumam pagar taxas em torno de 6% + inflação, considerando uma inflação de 6%, teriamos um retorno líquido de IR em torno de 12% a.a, o que é um retorno interessante.



- FIIS de PAPEL: Alguns FIIs de CRI (os chamados fiis de papel) possuem inúmeros papéis com vencimento longo e taxas atrativas, chegando até 12% + Inflação. Em geral a carteira dos fundos de CRIs são compostas em sua maioria por ativos indexados a inflação com bons prêmios, podendo ser uma boa pedida. Eu gosto bastante destes fundos e tenho comprado bastante, acredito que estarei bastante protegido neste cenário de baixos juros.

- FIIS DE TIJOLO: Os FIIS de tijolo embora tenham em geral yields bem reduzidos, no longo prazo seus rendimentos reajustam pela inflação (principalmente os BTS, os corporativos sofrem mais), além dos imóveis em tese irem valorizando, portanto um investimento em um bom FII de tijolo pode ser uma boa forma de se proteger da queda dos juros e ter uma boa taxa de retorno no longo prazo, em especial com a melhora da economia.

Imóveis corporativos dos FIIs podem ser uma boa pedida com Selic baixa


- CRIs E CRAs: Há com certa frequencia a emissão de CRIS e CRAS indexados a inflação, as taxas costumam ultimamente vir em torno de 6,50 a 7,50% + Inflação. Estes ativos podem ser uma boa forma de remunerar bem a carteira.

- DEBÊNTURES INCENTIVADAS: Muitas debêntures incentivadas são indexadas a inflação, com bons prêmios. Neste cenário de juros baixos pode ser uma boa ter parte da carteira em debêntures. Mas lembre-se de estudar bem a empresa emissora, conhecer seu risco e seus balanços. Normalmente quanto maior a taxa, maiores os riscos. Procure debêntures de emissores de alta qualidade.

- FIP (Fundos de Investimentos em Participações): Há alguns FIP's listados em bolsa, em especial o XPOM11 que tem uma caracteristica muito interessante, tendo uma rentabilidade mínima garantida de IPCA + 7,50%, líquido de IR. Este ativo costuma pagar ótimos dividendos semestralmente e tem contratos longos, podendo ser uma boa pedida. Eu gosto bastante de XPOM e pretendo aumentá-lo em posição na carteira.

Usina eólica Gargaú do FIP XP Omêga


- NTN-B: A NTN-B se comprada com uma taxa mais alta pode sofrer grandes valorizações num cenário de juros menores, já que a taxa da mesma tende a diminuir com a queda da Selic e dos juros futuros.


E quais investimentos devemos evitar?

Em geral, em um cenário de queda na Selic é conveniente evitar alguns investimentos como CDB's com baixas taxas do CDI (menos de 100% é um desastre, 80 nem se fala), LCI's com menos de 95% do CDI (Até 100% considero pouco), LFT, Tesouro Pré-fixado com taxas baixas, FIIs de papel que tenham muita indexação ao CDI, RDB com taxas pequenas, LC com taxas pequenas (Menos de 125% eu nem olho) e por aí vai....

Importante é ter noção que não é porquê a Selic cai que nossos investimentos serão prejudicados, sempre teremos boas opções de investimentos disponíveis e devemos apenas ir ajustando as velas.

Abraços!

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Receber 1,15% de um fundo de papel ou 0,65% de um FII de tijolo?

O que será que vale mais a pena, receber 1,15% ao mês de um fundo de CRI, ou 0,65% ao mês de um fundo de tijolo? Afinal, o que entregará um maior retorno e uma maior renda passiva no longo prazo?




Bom, antes de respondermos isso precisamos saber de que tipo de FII de tijolo estamos falando. Estamos falando de um FII de lajes comerciais, estilo KNRI e FFCI? Ou de um FII Built to Suit estilo FCFL11B? Se compararmos com o primeiro tipo, o de lajes corporativas, há muitas ressalvas envolvidas, como vacância, revisionais negativas, inadimplência, anos e anos sem reajustes da renda pela inflação, e etc...

Já se olharmos pra um BTS estilo FCFL a coisa fica mais clara já que ele reajusta seus contratos anualmente pelo IGPM e tem um contrato 'garantido' até 2037. Mas afinal, o que vale mais a pena? Bom, isso é uma questão um tanto quanto particular e depende de algumas variáveis, como prazo de investimento, objetivo e perfil.

Mas afinal, o que rende mais, 0,65% de tijolo BTS ou 1,15% de papel?

É evidente que no curto prazo o que vai te pagar mais dinheiro em conta e gerar um ganho maior em termos de rendimentos é o FII de papel, já que ele vai te pagar 1,15% a.m, enquanto o outro paga 'míseros' 0,65%. Porém há de se levar em conta que o FII de papel paga a correção monetária em rendimentos, e portanto, se você resolver sacar e utilizar toda a renda, seu patrimônio e renda será corroído ao longo do tempo. Já o FII de tijolo como o imóvel em tese está protegido pela inflação, e seus rendimentos são reajustados, é um 'rendimento real', e portanto, já livre de inflação.

Portanto, se considerarmos um cenário de inflação de 0,50% ao mês, ao descontarmos esses 0,50% dos 1,15% teremos os mesmos 0,65%, e portanto o ganho real é o mesmo. Porém como o tijolo bts reajusta sua renda, esses 0,65% de hoje se torna 0,69% no outro ano, e no ano seguinte 0,74, e assim ele vai crescendo, ao contrário do FII de papel que não reajusta seu ganho.


Mas pra chegar a uma conclusão resolvi fazer uma estimativa de quanto cada um de fato irá render em um prazo de 10 anos:



FII DE CRI - 1,15% a.m - APLICAÇÃO DE R$ 10.000,00

PATRIMÔNIO INICIAL: R$ 10.000,00.

PATRIMÔNIO 10 ANOS DEPOIS, COM REINVESTIMENTOS DE PROVENTOS:  R$ 36.300,00

RENDIMENTOS ANUAIS NO 10º ANO: R$ 5.009,40

RENTABILIDADE MENSAL OBTIDA: 1,08% a.m




FII DE TIJOLO BTS - 0,65% a.m - APLICAÇÃO DE R$ 10.000,00 - IGPM DE 6% a.a

PATRIMÔNIO INICIAL: R$ 10.000,00

PATRIMÔNO 10 ANOS DEPOIS, COM REINVESTIMENTO DE PROVENTOS: R$ 37.034,00.

RENDIMENTOS  ANUAIS NO 10º ANO: R$ 2.715,84

RENTABILIDADE MENSAL OBTDA: 1,10% a.m


PS: Ambas as simulações consideravam um reinvestimento único anualmente, e isso afetou negativamente a rentabilidade do período, já que o efeito dos juros compostos mensalmente é maior que anualmente.

Um detalhe importante é que no FII de tijolo eu considerei que a cotação do mesmo se reajusta pela inflação anualmente, ou seja, ela cresce 6% ao ano. Infelizmente nos primeiros 3 anos eu acabei fazendo os reinvestimentos sem os reajustes  na cotação, e portanto a rentabilidade final efetiva seria um pouco maior.





CONCLUSÃO


Para o período de 10 anos com reinvestimentos dos dividendos (sem sacar nada) vimos que a rentabilidade ficou praticamente igual nos dois casos, com uma leve vantagem para o FII de tijolo. Porém como o FII de tijolo reajusta seus rendimentos, conforme passam os anos a vantagem dele fica cada vez maior, e portanto, a TIR projetada para um período de 15-20 anos ou mais é muito maior no FII BTS. Para viver de renda e usufruir da renda HOJE, para quem deseja proteger o valor do patrimônio e da renda da inflação e se importa com herdeiros, a melhor opção parece ser o FII de tijolo Built to Suit.

Já no curto prazo, a rentabilidade do FII de papel é muito maior, diminuindo sua vantagem com o passar dos anos. 

 



Há de se fazer uma ressalva, porém, se for um FII Built to Suit com contrato que vence daqui 5 ou 6 anos por exemplo, é muito provável que no vencimento desse contrato o inquilino consiga renovar por valores muito menores, ou o inquilino simplesmente saia e deixe o imóvel vázio. Portanto, é bom sempre levar isso em consideração, o Built to Suit melhor é aquele que tem valores de alugueis não tão fora da realidade e que de preferência tenham os contratos mais longos possíveis. Ademais, de nada adianta você fazer uma projeção de rentabilidade em um FII de tijolo para daqui 10-15 anos, se ele em 7 anos terá grandes riscos de perder o inquilino ou renovar pela metade do preço, tirando assim boa parte da vantagem do investimento. 

 

Portanto, eu não considero que há um ativo melhor que o outro, isso depende do perfil. O que fica claro aqui é que para Built to Suit de 15 anos ou mais, a rentabilidade do FII de tijolo é muito superior. Para períodos menores que 7 anos, a rentabilidade do papel é superior. Para o investidor de longo prazo, pode ser uma boa mesclar as estratégias, mas com mais foco em fii bts de longo prazo, para obter uma rentabilidade maior.

 

Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.




segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Empresa de crescimento x Empresa de Yield alto, qual a melhor?

Para quem deseja viver de renda, qual será a melhor opção, empresas com crescimento dos dividendos, porém com yield baixo ou empresas ou ativos com Yield alto, porém sem crescimento ou com baixo cresc.? Muitos falam imediatamente que as empresas ou ativos com alto Yield são os melhores, mas será que é verdade? Resolvi então fazer uma simulação em um período de 10 anos, para analisar essa questão.

Vamos considerar que um investidor tenha R$ 10.000,00 para investir, a simulação vai levar em conta 2 cenários, o primeiro investindo em um ativo de alto Yield, mas que tem um crescimento bruto de rendimento de apenas 5% a.a. O outro cenário considerará os mesmos R$10K aplicados em um ativo que cresce seus rendimentos em 15% a.a. Qual será a melhor opção para quem quer viver de renda? Será que o ativo que tem crescimento de renda vence? Aqui devemos lembrar um ponto importantíssimo, no Brasil é difícil vermos exemplos de empresas que crescem seus proventos de forma linear todos os anos, em geral é difícil achar uma que na média cresça sempre nessa faixa de retorno, portanto é apenas uma simulação, e não uma sugestão de compra ou sugestão de investimento, nos Estados Unidos há maior segurança e previsibilidade em relação a isso. Ao comprar uma empresa que vem crescendo, você corre um risco considerável desse crescimento não se concretizar...



ATIVO 1 - DY 10% - CRESCIMENTO DE 5% a.a

COTAÇÃO BASE R$ 100,00. VALOR INVESTIDO: R$ 10.000,00

ANO 1 - R$ 10,00/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 2 -  R$ 10,50/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 3 - R$ 11,02/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 4 - R$ 11,57/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 5 - R$ 12,15/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 6 - R$ 12,76/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 7 - R$ 13,40/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 8 - R$ 14,07/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 9 - R$ 14,77/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 10 - R$ 15,51/AÇÃO EM DIVIDENDOS

RENDA PASSIVA ANUAL NO ANO 1: R$ 1.000,00 (YIELD 10%)

RENDA PASSIVA ANUAL NO ANO 10: R$ 1.551,00 (YIELD 15,51% SOBRE AQUISIÇÃO)





ATIVO 2 - DY 3% - CRESCIMENTO DE 15% a.a

COTAÇÃO BASE DE R$ 100,00. VALOR INVESTIDO: R$ 10.000,00

ANO 1 - R$ 3,00/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 2 - R$ 3,45/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 3 - R$ 3,96/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 4 - R$ 4,56/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 5 - R$ 5,24/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 6 - R$ 6,03/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 7 - R$ 6,93/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 8 - R$ 7,98/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 9 - R$ 9,17/AÇÃO EM DIVIDENDOS

ANO 10 - R$ 10,55/AÇÃO EM DIVIDENDOS

RENDA PASSIVA ANUAL NO ANO 1: R$ 300,00 (YIELD 3%)

RENDA PASSIVA ANUAL NO ANO 10: R$ 1.055,00 (YIELD 10,55% SOBRE AQUISIÇÃO)


COMENTÁRIOS E CONCLUSÕES


Como podemos notar, o ATIVO 1, de Yield alto, gera uma renda muito maior em todo o período de comparação, iniciando com 10% a.a e finalizando o 10º ano com 15,51% a.a sobre o preço de aquisição. O ativo que cresce as distribuições em 15% a.a óbviamente apresentou um crescimento muito maior, porém mesmo depois de 10 anos, o Yield sobre o preço de aquisição foi de 10,55%, ou seja, quase o mesmo que o ATIVO 1 em seu primeiro ano.

Portanto, podemos concluir que para quem quer viver de renda HOJE ou em POUCO TEMPO, um ativo com DY maior é a melhor opção, mesmo que tenha baixo ou nulo crescimento.


MAS E QUEM DESEJA VIVER DE RENDA APENAS DAQUI A 20-30 ANOS?

Nesse caso eu não fiz simulação, mas neste caso o ATIVO 2 teria uma ampla vantagem, já que seu rendimento cresce a ritmo bem mais acelerado e estimo que a partir do 14º ano ele já ultrapassaria os dividendos do ATIVO 1, sendo que em 20 a 30 anos o rendimento seria absurdamente maior. Portanto, para quem deseja sacar sua renda de dividendos apenas daqui a muitos e muitos anos, a melhor opção é o ATIVO 2, o ativo de alto crescimento, embora com DY baixo hoje. 


ENTÃO SE EU QUERO VIVER DE RENDA NO FUTURO, COMPRO TUDO DE EMPRESAS EM CRESCIMENTO?

Eu não posso recomendar nada pois não é o objetivo do blog e nem tenho certificação para tal, mas na minha opinião, isso não seria uma boa idéia, já que há inúmeras ressalvas. Por exemplo, o ativo da simulação de alto crescimento é um ativo hipotético, e embora tenhamos (algumas poucas) empresas que apresentam nos últimos 10-20 anos essa taxa de crescimento ou até crescimento superiores, nada garante que essa empresa continuará apresentando os mesmos crescimentos, podendo inclusive ter queda nos lucros e nos dividendos. Nada garante também que a empresa com DY alto continue com um alto payout, por isso é bom entender bem onde se está investindo e o negócio da empresa, previsibilidade do caixa, expectativa e ramo de atuação. 

De qualquer forma, eu particularmente prefiro ter os dois tipos de ativos em carteira, ativos que me pagam HOJE um alto dividendo (esses ainda são meus preferidos, admito), e ativos que hoje não tem um DY alto, mas que eu ACREDITO E TENHO EXPECTATIVA que continuará crescendo seus lucros e proventos no longo prazo. Porém, como já disse, nada garante que essas empresas terão seus rendimentos crescentes no longo prazo e portanto há de se levar isso em conta.



(ESSE TEXTO NÃO CONFIGURA RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU SUGESTÃO DE INVESTIMENTO, SENDO APENAS A OPINIÃO DO AUTOR E COM CARÁTER MERAMENTE INFORMATIVO)









sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Qual a renda passiva que preciso para atingir a IF?

Ultimamente me peguei pensando sobre essa questão, afinal, quanto eu preciso pra atingir o primeiro estágio de Independência financeira? Esse primeiro estágio que me refiro é o valor que é necessário que meus investimentos gerem (renda passiva) mensalmente para bancar TODAS MINHAS DESPESAS no padrão de vida atual, ou num padrão de vida comum morando sozinho.

Como hoje ainda moro com meus pais e tenho pouquíssimas despesas, hoje posso dizer que eu já estaria na independência financeira. Mas como posso estar na independência financeira se ainda moro com os pais? Ou seja, eu dependo deles para pagar a maior parte das contas, das despesas em geral e etc...Portanto, pensando nisso calculei e estabeleci um valor aproximado do quanto seria necessário para atingir a primeira fase da IF. Essa fase não me permitiria ter luxo e nem é minha idéia parar de trabalhar e aportar quando atingí-la, mas ao atingir essa fase, caso eu perca minha fonte de renda ativa ou simplesmente não aguente mais trabalhar, posso dar-me o luxo de parar ou trabalhar aonde quiser e como entender, já que trabalhando ou não, minhas contas estariam pagas, mas é claro, é um modo de vida simples. Você pode adaptar este primeiro nível de IF considerando um padrão de vida maior, aí vai ao seu gosto.


Quem não deseja ir a praia e ter todas despesas pagas pelos seus dividendos?


Então considerando que eu more sozinho, SEM FILHOS (Não tenho planos de ter) , em um apartamento pequeno mas que supra minhas necessidades e etc, cheguei nestes valores aproximados:

- Apartamento comum, em um bairro classe média, 1 dormitório que tenha garagem ou box: R$ 780 com o condômínio incluso.

- Luz: R$ 100,00

- Internet e telefone: R$ 100,00 (Meu plano é GVT/Vivo)

- Transporte/gasolina: Tendo carro, em torno de R$ 150,00 de gasolina por mês.

- Alimentação: Cerca de R$ 320,00

- Manutenção e despesas com carro: R$ 100,00 (Aqui eu excluo seguro, pois carro mais antigo não tem seguro, por isso colocarei trancas e etc)

- Crédito de celular: R$ 20,00

-  Farmácia, remédios, etc: Aprox. R$ 100,00

- Plano de saúde: SUS


TOTAL: R$ 1.670,00/Mês


Como eu disse, morando com os pais eu já estou na IF, mas por conservadorismo e pra considerar uma independência plena, ou seja, morar sozinho e se virar sozinho, considero IF apenas em torno de R$ 1.670,00. Como podem ver, o aluguel e condôminio são os que mais pesam neste hipotético orçamento, é bem pesado, os demais gastos são mais tranquilos. Detalhe que coloquei um apartamento simples, em um condômínio simples, nada de luxos. Carro se quiser ter um modelo mais novo, o seguro já jogaria mais uns R$ 200,00 nessas despesas, mas como é o primeiro estágio de IF, preferi considerar um estilo de vida bem mais simples.

Portanto:

- NECESSÁRIO PARA 1º NÍVEL DE IF: R$ 1.670,00/mês ou R$ 20.040/ano

- RENDA PASSIVA MÉDIA ATUAL:  R$ 809,99 (Aqui deve aumentar, já que essa renda só considera os rendimentos recebidos até o dia 16 deste mês e dividido por 12)

- META DE RENDA NECESSÁRIA ATINGIDA: 48,50%

E vamos regando essa árvore pra ela bancar todas nossas despesas.



Dessa forma, atingi 48,50% do necessário para o primeiro estágio de IF. Vou atualizar essas projeções no final do ano, quando eu já ter um número definitivo total de minha renda passiva. Espero passar forte desses 50%, será que conseguirei? Vamos ver. Como vemos, a independência financeira não é nada impossível, não é fácil, mas tendo disciplina e persistência, qualquer um pode atingí-la. Claro que se uma vida simples não é o suficiente pra você, ou você tem filhos e etc esse valor deverá se elevar consideravelmente, mas você pode ir ajustando.

E depois de atingir, para de trabalhar? Não! Depois de atingir este nível de IF a idéia é continuar trabalhando, mas será possível diminuir carga horária, ou passar a trabalhar apenas onde você gosta, mas de preferência não sacar os dividendos e continuar aportando, para partir para o estágio final de independência financeira, a independência financeira onde será possível ter um padrão de vida mais elevado. Ao parar de trabalhar no primeiro estágio de IF, você terá uma vida bem simples (a não ser que você more numa cidadezinha, onde se consegue aluguéis mais baratos e custo de vida mais baixo) e esse será seu padrão de vida 'ad eternum'. Para quem é simples, pode ser uma boa. Para quem tem mais ambição, ainda é cedo demais pra parar, até porquê, convenhamos, ficar o dia todo dentro de casa pode ser bastante enjoativo...

De qualquer forma, deve ser bem legal a sensação de saber que se você quiser parar de trabalhar, ou perder seu emprego e sua fonte de renda, você não precisará depender de ninguém e nem precisará pedir esmola no sinal, você é independente e suas despesas são pagas com seus ativos, isso por si só é fantástico.

Então pra resumir, o que minha renda passiva pagaria HOJE?

- TELEFONE + INTERNET = R$ 100,00

 - CONTA DE LUZ = R$ 100,00

- ALIMENTAÇÃO = R$ 320,00

- GASOLINA = R$ 150,00

- REMÉDIOS = R$ 100,00

- MANUTENÇÃO DE CARRO = R$ 100 X

- ALUGUEL DE APARTAMENTO + COND. = R$ 780,00  X


Preciso portanto de mais R$ 60,00/mês em renda passiva para ser capaz de arcar com manutenção do veículo e fazer mais um na lista. Depois a última meta, e a mais difícil, é atingir o suficiente para pagar também um aluguel de um imóvel com condômínio (Dependendo eu poderia comprar um e financiar em vez de alugar, mas isso eu ainda tenho que estudar).

Bom, por hora era isto, e vamos rumo a IF marcando em tudo! Abraços!











Resumo da semana e dividendos anunciados

A semana foi curta, mas ainda assim trouxe algumas novidades positivas para o investidor que tem como foco uma carteira previdênciaria. Trago aqui alguns anuncios de dividendos que empresas ou FIIs fizeram durante a semana.


Dividendo "GORDO" do XP OMEGA

Como já fora explicíto em outro post, o XP Omega FIP (XPOM11) anunciou na quarta-feira um rendimento que surpreendeu a todos, em R$ 7,75/cota, eu estava esperando algo em torno de R$ 6,00, porém explicaram que esse rendimento considerava redução de capital que estava pra acontecer em Gargaú mas que precisavam de aprovações formais do BNDES. Não entendi como anunciaram um provento sendo que o mesmo não está totalmente garantido (?), estranho.

De qualquer forma, o processo está bem adiantado e não devemos ter problemas com essa redução de capital, mas é sempre bom ficar de olho. Não sei como fariam caso o BNDES não autorizasse a redução, já que a cota já ficou 'ex dividendos'.


Parque eólico Gargaú, que pertence ao XPOM11


Agora o FIP XP Omega só anuncia algum dividendo em Maio, portanto podemos ter janelas de oportunidade na compra.



Fato relevante no FIIB11




A Coinvalores na condição de administradora do FII INDUSTRIAL DO BRASIL (FIIB11) anunciou que fechou um acordo para o pagamento da dívida do inquilino Wetzel S.A na qual o valor devido na faixa de 13M será parcelado em 5 anos. O pagamento irá se iniciar 30 dias após a homologação da RJ (Recuperação judicial). Portanto, este acordo nao trará impacto imediato nos rendimentos do fundo, devemos aguardar a recuperação judicial.



TBOF e o rendimento baixinho

O fundo TBOF11 anunciou hoje seu rendimento mensal, que será de R$ 0,23/cota. Pelo valor da cota atual, o rendimento representa um retorno de aproximadamente 0,37% a.m



TAESA anuncia dividendos, Jcp e o Barsi comprando Taesa



Torres de transmissão da TAESA, bela paisagem.



A Taesa anunciou hoje após o fechamento do mercado proventos aos acionistas. O valor por unit (TAEE11) será de:

- Dividendos intercalares de  R$ 0,1211694621

- Juros sobre capital próprio de R$ 0,4268558178

O pagamento ocorrerá no dia 5 de Dezembro e terá como base a posição acionaria do dia 23 de Novembro.

Gostei bastante desse anuncio já que tenho ações da Taesa em carteira. Isso deverá potencializar meus rendimentos do mês de Dezembro e ajudar no resultado final do ano.

Interessante notar também que o Barsi anunciou hoje no site Suno Research (Site que pública opiniões do Barsi semanalmente) que está comprando Taesa. Como justificativa deu o fato dela estar pagando bons dividendos históricamente, payout alto e ter subido pouco em relação a outras ações no ano. Acredito que Taesa deva continuar pagando bons dividendos, visto que é uma empresa de forte geração de caixa e capex baixo. Ficar de olho no entanto em 2018 para ver como a empresa se portará frente a redução forte na RAP. Como o lucro líquido IFRS é linearizado, o impacto no lucro será nulo, porém o caixa será impactado, mas acredito que não prejudique a capacidade de pagar dividendos altos. Vamos acompanhando...




FCFL (Campus Faria Lima) anuncia rendimentos

O fundo FCFL11B que é detentor do Campus Faria Lima, alugado para Insper em um contrato Built to Suit até 2037 anunciou hoje seus rendimentos mensais. O rendimento será de R$ 10,477197305 por cota e será pago no dia 25/11/2016. No valor atual de R$ 1700 este rendimento equivale a um retorno de 0,61% a.m.

Lembrar aqui que o fundo atualmente faz reserva de contingência mensalmente o que impacta a distribuição negativamente. Acredito que no inicio de 2017 o fundo pare de fazer a reserva e passe a distribuir os resultados. Somado a isso teremos os reajustes agora de Novembro e Dezembro e portanto a renda dele deve ser elevada para perto de R$ 12,00 nos primeiros meses de 2017.

 
  Obrigado pela leitura e bons investimentos.





quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Renda parcial acumulada em Novembro + Anuncio de BOLADA do XPOM11

Olá amigos, hoje vou atualizar a minha renda parcial acumulada no mês de Novembro, pois os fiis pagaram tudo o que tinham de pagar este mês, então já dá pra ter uma noção da minha renda de Novembro.

Aos poucos vou regando e a minha árvore do dinheiro vai crescendo e dando frutos...


A renda parcial acumulada no mês de Novembro é de R$ 983,12, essa cifra representa por si só uma evolução de quase 34% sobre toda a renda recebida em Novembro de 2015. Lembrando que o Banco do Brasil anunciou um JCP de cerca de R$ 0,10 a ser pago no final do mês, e hoje também o XPOM11 anunciou um dividendo bem interessante.

Com essa renda acumulada em Novembro, a renda acumulada no ano atingiu R$ 9.719,99, o que já é uma renda cerca de 18,8% maior que toda a renda de 2015. Portanto o total de rendimentos passivos recebidos em 2016 já supera com folga todo o valor de 2015 e deve fechar o ano com uma folga ainda maior. Se o ano terminasse hoje, essa renda representaria uma média de R$ 809,99 mensais. A renda média mensal de 2015 foi de R$ 681,74. Mesmo que o ano acabasse hoje, eu já teria um aumento bem maior que o aumento do salário mínimo. :)

Hoje também o FIP XP OMEGA anunciou um dividendo bem acima do que eu esperava, de R$ 7,75/cota. Eu esperava algo em torno de R$ 6,00. Eles esclarecem no comunicado que este valor é por conta de uma redução de capital de R$ 12M em Gargaú, o que possibilitará esse valor tão elevado. Eles deixam claro, porém, que para ocorrer este pagamento será necessário a autorização formal do BNDES, o que já está bem adiantado.

Parque Eólico Gargaú pertecentente ao XP Omega


No valor atual (as cotas estão subindo no momento) este valor representa um retorno de 7,25%. Se o fundo distribuir em Maio do ano que vem algo em torno de R$ 6,50, já terá um DY anualizado de 13,33%, valor já líquido de IR, por se tratar de um FIP IE que é isento de IR.

Com este anuncio do XPOM11, receberei no final do mês R$ 395,25. Somando a isso o valor que receberei do Banco do Brasil, de R$ 64,43 (Líquido), então terei ainda mais R$ 459,68 este mês, e portanto, irá me gerar um resultado total de proventos em Novembro de R$ 1.442,80, sendo portanto o melhor mês da história de meus dividendos. Acredito que não haverá mais nenhum dividendo ou rendimento até o final do mês, mas atualizarei o post no final do mês com a renda de fato no caixa, para confirmar se será este valor ou se teve mais alguma coisa, mas a princípio deve fechar o mês nesta cifra mesmo.

Mais animador ainda é saber que o ano não acabou e ainda temos Dezembro, o que deve impactar mais positivamente ainda meus proventos. Vamos aguardar.

Abraços!!


10 mil visitas! Muito obrigado! :)

Olá amigos. Hoje o blog bateu a marca de 10 mil visualizações, uma marca importante ao meu ver. Para muitos é muito pouco, já que vários outros blogs da "finansfera" batem essa marca em tempo bem menor, aqui foi necessário 5 meses de blog pra atingir essa marca.




Infelizmente eu acabei ficando alguns meses sem postar muito, postando algo em torno de 2 postagens mensais, o que acabou diminuindo drasticamente o fluxo de visitas do blog, este mês o fluxo foi recuperado fortemente, sendo que só neste mês o blog recebeu mais de 4500 visitas.

O foco aqui nunca foi quantidade, mas sim qualidade, por isso por vezes o blog fica sem postagens durante dias.

De qualquer forma, eu agradeço todos os leitores e visitantes pelos acessos, são os acessos que me animam a continuar e a melhorar cada vez mais o conteúdo do blog, adicionando conteúdo de qualidade, analises informativas, resumos, novidades e é claro, as atualizações da renda passiva, agora contando com um ranking mensal.

Mesmo com o fluxo de visitas aumentando, não pretendo "profissionalizar" o blog e nem forçar postagens mais frequentes pra aumentar o número de visitas (e consequente rendimentos), pretendo continuar como está, sendo um blog amador, computando minha renda passiva, divulgando os rankings, algumas informações sobre ativos e em busca da tão sonhada independência financeira. Acredito que as coisas ocorrem naturalmente e não há necessidade de "forçar a barra" pra tentar monetizar melhor o blog ou ganhar dinheiro, o foco aqui não é esse, se acabar ganhando alguns trocados com Adsense, será bom, mas isso não é o foco e isso deve ocorrer naturalmente.

Bom, novamente deixo meu muito obrigado pelas visitas e a quem deposita um pouquinho de seu precioso tempo para ler o conteúdo aqui do blog. E vamos que vamos, rumo a IF e as 100.000 visitas!

Abraços!!




segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Resumo de FIIs Mensal: BCRI11, VRTA11 e FEXC11B

Olá amigos, hoje vou fazer um breve resumo dos relatórios do Banestes Recebiveis Imobiliarios e do Fator Veritá, dois fundos de CRI que divulgaram seus relatórios ao mercado hoje.

BCRI11 (Banestes Recebiveis)





Na data de hoje o fundo distribuiu em conta R$ 1,17 por cota para os cotistas de BCRI11 e R$ 0,72 por cota liquidada na oferta pública.

O valor patrimônial por cota do fundo fechou Outubro a R$ 96,37. Portanto, o valor atual de mercado está cerca de 12% acima do VP.

O gestor informou ter adquirido em Outubro 6 ativos:

- Mais R$ 1,15M do CRI Nova Colorado 2 a uma taxa de IPCA + 10,20% aa

- Mais R$ 2,54M do CRI Mega Moda a uma taxa de 9,32% + IPCA.

- R$2,98M numa operação clean corporativa da MRV com taxa de CDI + 2%

- R$ 570 mil em uma operação corporativa da Aliansce com alienação fiduciaria do Shopping Bangu no RJ. Taxa de 6,54% + IPCA

- R$ 1,1M de uma operação lastreada em um hospital da Rede D'or. (Aqui eu acho que o gestor se enganou, pois colocou que o imóvel fica em "Caxias do Sul/RJ", acredito que o correto seja Duque de Caxias...). A taxa é de 7,04% + IPCA.

- R$ 5M em LCI do Banco ABC a uma taxa de 95% do CDI.

 Podemos notar que a qualidade da carteira se mantém alta, com CRIs de alta qualidade como MRV, Mega Moda, Rede D'or, Aliansce. Porém também percebemos taxas um pouco menores que as operações adquiridas nos meses passados, fruto de juros futuros menores e perspectiva de queda na Selic.

O CRI Nova Colorado embora teoricamente tenha um risco maior por se tratar de loteamento, na prática tem uma carteira de recebiveis 30% maior que o necessário para cumprir os pagamentos do CRI. Portanto, há uma gordura relevante aqui.

O fundo fechou Outubro com 31,10% do patrimônio em caixa, aplicado em Tesouro com uma taxa pré fixada de 14,10%, tamanha exposição é explicada por conta da recente emissão. Conforme o fundo for diminuindo a posição de caixa e aumentando a posição em CRIs, a rentabilidade aumentará notavelmente. O gestor espera alocar todo o caixa em CRIs em até 4 meses...

Aguardo aqui uma melhora de distribuição nos próximos meses, embora a inflação que está reduzindo progressivamente deva impactar e anular parte dos retornos.

 Gosto bastante desse CRI e continuo comprando, vamos ver como serão as novas aquisições.. Acompanhando.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------




VRTA11 (Fator Veritá)


O fundo distribuiu esse mês R$ 1,33/cota para os cotistas. Esse retorno na cotação atual está em torno de 1,05%. O valor patrimônial da cota fechou Outubro a R$ 103,12.

No mês de Outubro o Fundo realizou a venda de R$3M de CRI MRV a CDI + 0,15% e aumentou sua posição em outra operação de MRV no mesmo montante, pagando CDI + 2%.

O fundo fechou Outubro com cerca de 3,5% em compromissadas (RF).

Sobre a situação dos CRI Mgrupo, nada de novidade.

No mais, nenhuma novidade...

Acredito que a renda do VRTA11 deva sofrer uma pequena queda nos próximos meses, visto que o IGP-M está caindo de forma progressiva, e esse mês caminha para deflação.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


FEXC11B (BTG Fundo de CRIs)

O fundo pagará aos seus cotistas esse mês R$ 0,82/cota, o que no valor atual representa algo em torno de 0,78%. Essa queda de rendimentos já era esperada no FEXC já que o mesmo é bastante indexado ao IGP-M e tem um método contábil diferente do Bcri e Vrta, reconhecendo a inflação imediatamente referente aos últimos 2 meses, e portanto, como estamos em um cenário de inflação em queda, a renda do FEXC11B é bastante afetada. As próximas distribuições dele devem continuar reduzidas, já que caminhamos para deflação do IGP-M este mês.

O valor patrimônial do fundo fechou Outubro em R$ 102,59 e portanto a atual cotação está apenas cerca de 3% acima. A cotação do fundo tem caído por conta de uma menor inflação, já precificando distribuições menores.


O gestor adquiriu dois novos CRIs, curiosamente, os mesmos CRIs investidos pelo BCRI11 no mês, o CRI Shopping Bangu (Aliansce) e o Rede D'or Duque de Caxias. As duas operações ficaram com taxas próximas a 7 + IPCA.



Mesmo com essas novas aquisições, ainda vejo o fundo tendo seus rendimentos reduzidos nos próximos meses, fruto de menor inflação, lembrando que o fundo está 62% indexado ao IGP-M e portanto, é mais sensível a este indicador do que os demais.

O fundo também tem uma posição mais arrojada e relevante no CRI da PDG, a uma taxa de CDI + 6. Embora este CRI tenha garantias robustas (Mais de R$ 100M em imóveis) a situação problemática da PDG pode fazer com que o fundo tenha de negociar esse CRI em seu vencimento e negociar, alongando a dívida, ou terá de simplesmente tomar os imóveis alienados fiduciariamente e vendê-los em leilão, processo que pode levar algum tempo para o fundo conseguir o dinheiro necessário para quitar a amortização. Há de se acompanhar a situação da PDG de perto, pois pode dar alguma dor de cabeça aos investidores no vencimento deste Cri.

Por hora é isso, espero que gostem. Abraços!



(ESSA POSTAGEM NÃO REPRESENTA RECOMENDAÇÃO DE COMPRA OU VENDA, TRATANDO-SE APENAS DE UM RESUMO E DA OPINIÃO DO AUTOR DO BLOG A RESPEITO DE UM OU MAIS ATIVOS. O BLOG NÃO FAZ CONSULTORIA DE INVESTIMENTOS E NEM É CERTIFICADO PARA TAL)



domingo, 13 de novembro de 2016

Release comentado da empresa Grazziotin (CGRA4)

A Grazziotin divulgou seu release trimestral na última sexta-feira ao mercado, em geral trazendo bons números e reforçando a qualidade da empresa e de sua gestão conservadora, vamos aos dados resumidos:

- Lucro líquido evoluiu 20,9% no 3T16 em relação ao 3T15, atingindo R$ 10,6M.

- Receita Bruta evoluiu 5,9% para R$ 121.61M

- Receita líquida evoluiu 4,3% para R$ 83,78M.

- Margem líquida cresceu 1,7 p.p

- Ebitda ajustado recuou 5,2% para 8,1M

- Número de lojas no 3T16 aumentou de 308 para 311 em relação ao 3T15.





A empresa diz em seu release ter se beneficiado do inverno rigoroso e do dia das mães e dos namorados. Também adotaram uma agressividade nas vendas, permitindo vendas parceladas em até 10x sem juros, impulsionando as vendas em geral.

As vendas mesmas lojas (SSS) tiveram um incremento de cerca de 6%, passando para R$ 119,6M, fruto de uma campanha agressiva de vendas.


Um ponto que chamou-me atenção e foi bastante positivo foi a inadimplência, que recuou de 5% no 3T15 para 3,7% no 3T16, a empresa comenta que esse resultado foi fruto de uma rigidez maior na aprovação de crédito e na permanência dos limites já aprovados.

No 3T16 a companhia também venceu um processo juridico referente ao Plano Verão onde foi reconhecido a inconstitucionalidade da lei 7730/89. Com julgamento favorável a empresa teve um impacto positivo bruto de R$ 3,1M no 3T16. Pelo que entendi, a empresa também terá direito a uma compensação tributária de R$ 8M que deve impactar o 4T16 positivamente.

A empresa relatou também um incêndio nas instalações da serraria de sua controlada Floresta Grazziotin, onde estimam um prejuízo de R$ 3M no máximo. Não houve danos ambientais, portanto, a floresta, permanece intacta. O negócio dessa controlada é plantar eucaliptos e vender madeira, diversificando o business da companhia. Lembrando que ela foi constituída em Abril, ou seja, é uma companhia muito recente.

Os investimentos no 3T16 somaram R$ 4,1M, sendo bem inferiores aos R$ 7,5M do 3T15, isso se deve principalmente ao menor investimento na controlada Grato, onde a empresa vinha investindo pesado em sistemas de irrigação. Por sinal, a empresa já comercializou toda primeira safra de 2016 e estão colhendo e comercializando a segunda safra 2016. Também já estão iniciando o plantio da primeira safra de 2017.

Aqui um dos pontos mais positivos ao meu ver: O caixa da companhia passou do final do 2T16 de R$ 126M para R$143M. Portanto, uma evolução de R$ 17M! Sensacional. Demonstra a força do fluxo de caixa livre da companhia.

Por fim, o patrimônio líquido saltou para R$ 476,2M, cerca de R$ 21,72 por ação.

Um detalhe importante é que apesar da empresa de fato ser lucrativa com suas lojas, e controladas, a maior parte do lucro bruto da companhia vem do resultado financeiro. O Ebitda no 3T16 foi de R$ 8,1M e o resultado financeiro foi de R$ 10,6M. Esse resultado é fruto da grande posição de caixa da companhia. Veremos se continuarão mantendo esse caixa robusto ou com as perspectivas de Selic em queda, resolverão fazer uma distribuição mais generosa de proventos. Neste caso, é importante lembrar que caso a Selic caia, o resultado financeiro da empresa será impactado negativamente, também caso resolvam distribuir dividendos maiores, impactará também no resultado final da companhia. Vamos ver qual será a estratégia da empresa.

Espero que tenham gostado. Abraços!


(PS: Este blog não faz recomendações de compra ou venda de qualquer ativo e o autor não é um agente de investimentos ou consultor, sendo o blog apenas uma ferramenta para expor opiniões pessoais e novidades ou fatos sobre empresas e etc)








sexta-feira, 11 de novembro de 2016

As vantagens de ser mulher na vida social, amorosa e sexual

Hoje o tema será um pouco diferente do tema alvo do blog, irei falar de uma questão social: As vantagens de ser mulher nas redes sociais. Sei que esse post pode desagradar muita gente, mas acho que é um assunto bastante pertinente e que merece atenção, ao menos pra ajudar alguns a cairem na real.

Desde quando mais novo que comecei a acessar a internet sempre percebi que as mulheres eram muito bem tratadas em ambientes virtuais (nos reais também, mas aqui falaremos mais de internet) e sempre com dezenas e dezenas de pretendentes. Já eu, por exemplo, quando entrava em um chat de idades da Uol ou do Terra, percebia que pra conseguir conversa com uma mulher era um sacrilégio, elas simplesmente me ignoravam, talvez fingiam que nem liam, depois de muito esforço uma ou outra respondia, mas sem muito interesse, logo eu percebia que aquilo tava estranho.

Ora, homens e mulheres não eram pra ter as mesmas chances e os mesmos tratamentos? Afinal, estamos teoricamente em mesma quantidade e temos os mesmos interesses uns nos outros? Pois é, a verdade não é essa.

Certo dia então resolvi entrar com um nome de mulher em um desses bate papos, e logo eu entendi o porquê eu e tantos outros homens eramos sumariamente IGNORADOS e desprezados nesses ambientes virtuais, aconteceu que no mesmo instante que eu acessei o bate papo, recebi uma verdadeira enxurrada de mensagens, era "oi", "oi linda", "Oi gata", "oi quer tc?" e afins pra todo lado, parece que naquele mesmo momento 80% dos homens do bate papo imediatamente disputavam minha atenção e imploravam por ela, apenas por eu ter usado um nick de mulher. Eles não sabiam se eu era realmente homem ou mulher, ou se eu era uma mulher gorda, ou uma mulher idosa, enfim, não sabiam nada, e mesmo assim não paravam de enviar mensagens. Então logo compreendi o motivo de nesses ambientes os homens estarem em ampla desvantagem, simplesmente o número de mulheres é bem menor e o PRINCIPAL, eles estão muito mais desesperados atrás do sexo oposto do que elas atrás deles. Mas o que poderiamos fazer, se não aceitar isso? O fato é que o homem é um ser sem orgulho nenhum, e coloca o sexo feminino em um pedestal.






Com o tempo passando, lá pelos meus 17-18 anos comecei a frequentar baladas, tinha convicção que seriam boas experiências, afinal, na internet as mulheres eram tratadas como rainhas, mas na vida real a coisa poderia ser diferente, afinal, muita gente tem uma namorada e etc, não é mesmo? Recordo-me então de uma das primeiras baladas que eu frequentei, logo quando entrei já reparei algo estranho: MUITOS HOMENS, POUCAS MULHERES. Estava com uns amigos, mas ignorei isso, então alguns amigos resolveram ir 'a caça', eu fiquei de longe observando, e conversando com outros amigos, enquanto tocava uma música desagradável alta e via aquele povo todo dançando animado (é, um lugar desses nunca foi pra mim, já não me sentia bem lá dentro desde o inicio), logo percebo alguns amigos meus que foram "a caça" tomarem tocos e mais tocos, vieram então com uma cara de desânimo:"Não deu certo". Bom, eu notava isso não só em meus amigos, mas notava mulheres virando a cara pra vários homens, se esquivando de dançar perto deles, e etc, percebia que essa balada era exatamente da mesma forma que aquele bate papo, homens implorando por atenção delas, indo atrás, se humilhando, e elas rejeitando, desprezando.

Mas nem pra todos homens a situação era ruim, observando aquele pessoal todo, eu percebia alguns poucos homens beijando mulheres, e percebia que alguns poucos conseguiam algo. De repente me deparei com um cara beijando 3 MULHERES ao mesmo tempo (aqui eu nem conhecia a real do SK, mas já via que tinha algo muito errado), aquele momento eu parei, suspirei e logo resolvi dar o fora dali. Além de ser um lugar com música desagradável, cheiro de bebida, era também um ambiente extremamente humilhante pro sexo masculino, onde eu só via meus amigos sendo humilhados, rejeitados, a maioria dos caras sendo trouxas e indo pagar bebida pras mulheres e não ganhando sequer um obrigado em troca, ou aquelas que simplesmente faziam cara de nojo e de desprezo total para os caras que tentavam puxar um assunto.

Depois de sair daquele lugar, desanimado e até deprimido, fui pra casa e dormi. Mas aquilo tudo me levou a refletir, havia algo de muito errado na lógica dos relacionamentos, parecia-me claro que as mulheres eram extremamente exigentes, arrogantes (não todas, claro, mas as medianas ou bonitas) e os homens em sua maioria estavam fadado ao fracasso, tendo que se humilhar, talvez tomar 20-30 foras pra pegar uma (e uma bem meia boca), e acredite, isso é muito comum. Normalmente o cara que vem se gabar pra você que 'pegou uma' ontem, pode ter certeza que pra ele ter pego uma, ele tomou no mínimo uns 10-15 foras. Cadê o orgulho masculino? Não existe. Já imaginaram mulheres em baladas dando em cima de homens e pagando bebida? Nunca! Elas nunca fariam isso (claro que há poucas exceções, quando o cara é muito bonito ou alfa), elas tem um enorme orgulho que impede elas de se ridicularizarem desta forma em geral. É normal também vermos mulheres falando que se fossem homens JAMAIS pegariam prostitutas, ou que só "ficariam com mulheres lindas", percebam como elas não entendem a realidade do homem comum e que não ostenta.



Logo entendi que essa realidade não estava presente só nos bate papos, ou nas baladas, mas em TODO O MUNDO, em TODOS OS AMBIENTES. Hoje em dia temos a rede social Facebook, e lá vemos claramente o reflexo disso. Mulheres com dezenas, centenas de solicitações de amizades, dezenas de mensagens de homens tentando se aproximar, curtidas e mais curtidas nas fotos, elogios, e etc. E não estou falando de mulheres lindas não, estou falando de mulheres comuns, bonitinhas no máximo. Já o meu facebook? O facebook de amigos meus e de homens em geral? Recebem solicitações também, mas de homens, de travestis, e de mulheres horrendas ou muito gordas. (Tem quem goste).

Portanto, é um fato que a vida social amorosa e sexual para o homem é IMENSAMENTE mais difícil que a da mulher (repito, nem pra todos homens e nem pra todas mulheres), no geral. É claro que mulheres muito gordas ou MUITO FEIAS também sofrem as vezes para conseguirem relacionamentos, namorados ou sexo casual, mas uma coisa que notei é que até essas conseguem homens , e homens magros e as vezes até razoavelmente bonitos.




Outra evidência que notei de toda essa questão que eu falo é a quantidade de amigos virgens que eu tenho ou tive. Tenho amigos e ja conheci uma quantidade imensa de homens virgens com mais de 20-30 anos. A maioria continua virgem até hoje, alguns apelaram pra prostituição. Mas temos exemplos e conheço MUITOS homens que só não são virgens porquê fazem sexo com prostituta, eles pagam para transar. (Algo asqueroso todas as mulheres, elas vêem quem pega puta como um fracassado). Por outro lado, mulheres virgens com mais de 20 anos, olha, eu nunca conheci. Podem existir, sim, mas eu afirmo com convicção, há um número MUITO MAIOR DE HOMENS VIRGENS DO QUE MULHERES VIRGENS.

O fato é que a teoria do Silvio Koerich se prova diariamente no cotidiano, "20% dos homens comem 80% das mulheres". Ok, talvez não seja tão exagerado assim, mas com certeza há um número pequeno de homens que pega MUITA MULHER, contra outra imensidão que pegam poucas ou são virgens, e tem que apelar pra prostituta, etc.

"Mas e o que devemos fazer para mudar essa situação? Eu que sou homem comum, sem status, sem ostentação e sem muita beleza, o que faço?"

Um dos problemas da REAL é levar o homem a um choro incessamente e reclamação incessante, que acaba o tornando um ser desprezível e humilhado, alguém que todos querem evitar, principalmente mulheres. Chorar não irá resolver a situação, nem reclamar. As vezes é bom desabafar, ok, mas evite se expor demais, isso irá destruir sua reputação social, se é que você tenha uma. A verdade é que só irá piorar as coisas.

Sendo redpillado e sabendo como funcionam as coisas, faça o simples e óbvio:
 
- TENHA ORGULHO PRÓPRIO. Pare de ficar manginando e se humilhando pra qualquer mulher. Se quer conversar com uma, só puxe papo se ela também demonstra interesse em conversar com você, não fique que nem um idiota puxando papo forçadamente. 

- Pare de ir em balada, e se você faz questão, procure uma onde há mais mulheres do que homens (deve existir). 

-Foque no seu desenvolvimento financeiro, coloque Deus (se você crê), sua família, o dinheiro em primeiro lugar, jamais coloque mulheres como foco de sua vida, isso irá gerar uma decepção enorme e irá afastá-las de você. 

- Não aguenta viver num deserto sexual? Utilize o programa Tinder ou simplesmente pague uma prostituta. Alguma coisa você deverá conseguir, mesmo sem ter status, beleza e dinheiro. (Não vá esperando muita coisa do tinder, ele é bem decepcionante, mas se você tá desesperado, serve)

- Conforme você se foca em outras coisas, cresce financeiramente, e se desprende da dependência das mulheres (não é mais um idiota que fica puxando papo e se rebaixando pra todas), elas podem começar a se aproximar de você naturalmente

- Ser solteiro não é ruim. Mas você foi moldado e influenciado a se casar e ter uma mulher, uma família. Lute contra isso.

Acho que é isso.
Espero que essa postagem possa servir de útilidade pra alguém cair na real ou criar um pouco de orgulho e poder progredir em sua vida.

É um assunto polêmico, mas eu tinha de dar minha opinião. Espero que seja útil.

Abraços! .




quinta-feira, 10 de novembro de 2016

RANKING DE RENDA PASSIVA 10/2016

Finalmente estarei divulgado o ranking de renda passiva com os participantes inscritos. No momento são 11 competidores, houve uma relativamente baixa adesão, mas tudo bem, as vagas continuam abertas e quem quiser se inscrever e participar, é só deixar o seu blog no comentário com a sua renda passiva acumulada até o fim de cada mês, no caso, se você quiser participar do ranking do mês de Novembro, aguarde a sua renda acumulada até o último dia deste mês, calcule e poste aqui nos comentários. Serás bem vindo no ranking, por menor que seja o valor!

Vamos ao ranking!



Comentários

Como podemos ver, temos 11 participantes nessa inauguração do ranking, se analisarmos que a maior parte dos investidores nem ligam pra renda passiva, foi uma cifra interessante até. Heavy Metal humilhando a galera com "módicos" R$ 315.184,84 acumulados no ano, liderança disparada. Pra termos uma noção, essa renda daria uma média mensal de R$ 26K mensais, estamos bem representados em renda passiva na liderença!



Em segundo lugar, e praticamente empatada com o terceiro, vem a Fernanda (Mulher Investidora) com belíssimos R$ 44.699,00 acumulados até Outubro. É uma bela cifra, adquirida apenas com rendimentos passivos. Grudado nela, com apenas R$ 12,00 de diferença a menos, vem o nosso amigo Viver de Construção, com um acumulado de R$ 44.687,07 até fim de Outubro de 2016. Mulher Investidora que se cuide, pois o VdC está literalmente grudado nela, um deslize mínimo e ele toma a segunda posição.




Em quarto lugar sou eu, depois de uma grande lacuna de distância do terceiro, com R$ 8736,00. É uma renda ainda um tanto baixa, não me permite 'largar tudo' e nem me sustentar totalmente sozinho, mas que hoje já me permitiria pagar inúmeras contas ou até me financiar alguns pequenos luxos como um Iphone, um computador novo, um notebook (pagando tudo parcelado de preferência). Portanto, foco em aumentar essa renda.

Bem perto de mim, na quinta posição está o colega Mestre dos Dividendos, com R$ 8219,31. Acredito que ele assim como eu já sente um pouco do gostinho da IF, já que mesmo sem aportarmos, vemos uma cifra considerável entrando todo mês, o que é muito gratificante. A renda do Mestre vem crescendo consideravelmente, e é provável que em breve ele me ultrapasse, mas tudo bem, aqui é uma competição saúdavel onde todos vencem!

Na sexta posição vem o Beto Fiscal, com R$ 5.485. Não entendi muito bem se o Beto Fiscal considerou o CDB ou renda fixa, de qualquer forma, está dentro das regras.  Uma boa renda, diga-se de passagem.

Da sexta para a sétima posição há uma grande lacuna e o sétimo lugar vem o Gaúcho (Viver de FII), com uma renda acumulada de R$ 1087,00. Gaúcho investe bastante em FIIs e a renda dele está evoluindo consideravelmente, veremos ele aumentar consideravelmente essas cifras nos próximos meses.

Em oitavo lugar vem o Micro Investidor Nerd, o "irmão" do Micro Investidor, ele vem na corrida com R$ 790,42 acumulados e já está mirando o Viver de FII, Viver FII que se cuide pois o Micro Nerd está disposto mesmo a aumentar essa renda.

Em nono lugar, COLADO no Micro investidor Nerd, vem o pobre sonhador, com uma renda passiva apenas R$ 3,00 menor, de R$ 787,42 acumulados. Essa disputa vai ser bonita, é sempre emocionante ver uma corrida disputada onde um detalhe pode fazer a diferença. Pobre Sonhador vem acelerando grudado no Micro Nerd pegando o vácuo, será que se aproveitará do vácuo pra ultrapassá-lo? Veremos.



Depois, a uma distância considerável vem o guerreiro Micro Investidor, na décima posição, ele que agora voltou pro mundo dos investimentos com tudo, e esperamos que ele não desista, está com uma renda passiva acumulada de R$ 81,37 e disposto a crescê-la mês a mês, pra quem sabe, colar no seu "irmão" Micro Nerd, mas ele que se cuide, pois o Steynd B já está na cola dele.


 Na lanterna, mas não tanto atrás do décimo colocado, vem o Steynd B, com uma renda passiva acumulada de R$ 18,03. No começo é mesmo desanimador ver uma renda dessa magnitude, mas conforme vamos aportando e reinvestindo, ela vai crescendo cada vez mais. Steynd B está acelerando e de olho para colar em Micro Investidor Nerd. Será uma corrida emocionante : )


Pois bem amigos, assim ficou o primeiro ranking, espero que gostem e também espero que entrem mais participantes. Ao meu ver a renda passiva é o ponto chave dos investimentos, pois é ela que poderá nos sustentar futuramente sem precisarmos liquidar patrimônio e vender ativos, portanto o ranking foi feito para estimular os investidores a terem foco em sua renda passiva.

Lembrem-se os competidores de atualizar a cada inicio de mês a renda passiva acumulada no ano até o mês passado, por exemplo, os que forem atualizar dia 01/12/2016, tem que atualizar com os dados da renda passiva acumulada até dia 30/11/2016! Não se esqueçam, pois é dos blogs que irei retirar os valores para ir atualizando.

Abraços e bons investimentos!

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Relatórios comentados: MXRF, XPGA, AEFI, SDIL, XPCM e RNGO

Olá amigos, estive pensando recentemente e resolvi que além de pegar um ativo para fazer um estudo e uma análise, dando o meu parecer pessoal sobre o ativo mensalmente, também irei comentar os relatórios mensalmente divulgados por alguns FIIs que acompanho. Acredito que será uma boa forma de simplificar as informações de relatórios e tornar as informações mais objetivas e resumidas.

Os primeiros resumos e comentários serão sobre os fundos da XP que ontem divulgaram seus relatórios referentes a Outubro, vamos aos resumos e comentários:

MXRF11 - MAXI RENDA 

 O Maxi Renda divulgou seu relatório ontem e o gestor deixa claro que não pretende reduzir a renda significativamente. A idéia de vender FIIs é vender ativos com baixo cap rate e aplicá-los em ativos que tenham cap rate mais elevado, no caso, projeto de desenvolvimento imobiliario. O gestor mira uma rentabilidade de 16% + inflação em projetos que podem ser adquiridos pelo MXRF, porém também deixaram claro que podem adquirir CRIs ou FIIs caso surjam oportunidades.

O gestor também esclareceu que a XP formou uma equipe de engenheiros, analistas e gestor especializado para estruturar projetos de desenvolvimento imobiliario. A idéia será mesclar projetos que estejam em estágios iniciais com os que já estejam em estágio mais avançado de vendas e obras, para gerar fluxo de caixa ao fundo mais rapidamente.

O fundo não fez movimentação na carteira de CRIs no mês. Porém foi divulgado que há um monousuário interessado em alugar 100% do Ed. Oceanic (Lastro do Harte), o que se for feito, irá gerar fluxo imediatamente ao fundo e ainda tornará mais fácil a venda do ativo. Achei um ponto bastante positivo aqui, visto que trará retorno imediatado ao fundo e impacto positivo nas distribuições.

O CRI da Odebrecht teve seu fluxo suspenso momentaneamente já que a ODEBRECHT solicitou repactuação do fluxo de amortização e em contrapartida haveria inclusão de garantia e aumento da taxa. A situação está sendo analisada pelos detentores dos CRIs e está em fase de diligência.

O MXRF também anunciou a venda de alguns fiis, fecharam posição em HTMX11B e reduziram em BRCR11 e SDIL11. Acredito que se os recursos forem bem realocados, podem sim gerar cap rate bem superior.

Sobre as Cotas da SPE não houve novidade, importante notar que os distratos estão ocorrendo e hoje as unidades residênciais estão 72% vendidas e a comercial 63%, quem acompanhava os relatórios de obras nota que houve queda na porcentagem das vendas. Importante acompanhar os distratos. O gestor estima que o habite-se do projeto residêncial será obtido em novembro, após isto os repasses serão para quitar o plano empresarial (financiamento a produção) e só depois da quitação com o banco, será distribuído ao fundo.

O fundo também demonstrou em seu mini-dre um prejuízo de 3 milhões no mês de Outubro, isso ocorre pelo reconhecimento contábil do prejuízo da venda dos Fiis, porém houve uma errata e eles acabaram esquecendo de considerar a amortização do BRCR no preço médio, o que gerou um prejuízo superior ao real. De qualquer forma, este prejuízo virtual não tem efeito caixa e não impacta futuras distribuições.

A posição de caixa do fundo fechou Outubro acima de R$ 60 Milhões, refletindo a estratégia do gestor em aplicar em novos ativos ou projetos. Vamos ficar de olho.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

XPGA11 - XP Recebiveis Imobiliarios

Como eu já fiz um post hoje mesmo sobre XPGA, irei apenas resumir de forma rápida o relatório.

Assim como MXRF, o XPGA é detentor do CRI Harte e deve se beneficiar do interesse em alugarem o Ed. Oceanic, isso deve impactar imediatamente o resultado do fundo podendo elevar futuras distribuições.

O gestor informou que o CRI Cameron que teve seus fluxos suspensos está com a obra retomada e 99% finalizada. Após finalizada, os recursos irão quitar os CRIs Super Senior e depois o fluxo volta normalmente ao fundo.

O CRI Odebrecht que teve seu fluxo suspenso representa apenas 0,70% do fundo e deve impactar momentaneamente a geração de caixa do fundo em menos de R$ 0,01/cota por mês. Os fluxos devem ser regularizados após a analise de due diligence devido a solicitação de repactuação da amortização e nova garantia.

CRI Torp: O gestor esclareceu que a gestão está trabalhando na comercialização e em paralelo aguardando a aprovação do projeto. Estima-se que a aprovação do projeto ocorra agora final do ano, e o lançamento dos loteamentos ocorra no 1T17. Se esse projeto vingar e conseguirem vender unidades, também trará impacto positivo ao fundo imediatamente. É bom acompanhar.

O XP Gaia também adquiriu uma nova operação de CRI, um CRI das Lojas Renner com lastro em uma operação Built to Suit, a taxa é de IPCA + 7,70%. Como o fundo negocia com desconto frente a seu valor patrimônial, o retorno final ao cotista será interessante.

Por fim, o gestor esclareceu que os demais CRIs não tiveram evoluções relevantes.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

AEFI11 - AESAPAR FII

 
Aqui sem novidades, o gestor continua analisando o processo de substituição de ativos e due diligence e também acompanha possíveis impactos da fusão Kroton-Estácio.

O fundo deve ter suas receitas reajustadas pelo IPCA nos próximos meses e se o IPCA se manter em 8,50% acumulado em 12 meses, estimo que a renda ficará em torno de R$ 1,21/cota..

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SDIL11 - SDI LOGÍSTICA

Em Outubro o fundo recebeu o aluguel integral da BRF, impactando o resultado positivamente em R$ 0,11/cota. Também recebeu a quinta parcela de sete da BRF, impactando o resultado em R$ 0,14 e a última da Royal Canin, impactando positivamente em R$ 0,05. O fundo também realizou o pagamento da quarta de cinto parcelas referente a estação de esgoto, essa despesa impactou em R$ 0,03 o resultado e deve deixar de impactar a partir de Janeiro.

Analisando esses dados podemos estimar que a renda recorrente fique na faixa de R$ 0,50 antes do reajuste. Após o reajuste deve ficar um pouco acima , chegando próximo de R$ 0,53-0,54.

 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

XPCM11 - XP MACAÉ CORPORATE


O gestor informou que o imóvel está ocupado com 1900 funcionários, demonstrando a resiliência e importância do imóvel para a Petro no momento. Lembrando que neste imóvel estão as operações de submarinos e operações de controle remoto, não havendo nenhum outro prédio capaz de suprir esta necessidade na região. Portanto, vejo na minha opinião um baixíssimo risco de a Petrobrás querer rescindir o contrato, até porquê  parte do contrato é Built to Suit e geraria despesas altíssimas a Petro.

O reajuste do contrato ocorre este mês na parte atípica do contrato e espero que a renda fique em torno de R$ 0,77. Vamos aguardar e verificar.


 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

RNGO11 - RIO NEGRO

O RNGO anunciou mais uma nova vacância, dessa vez é o inquilino OESP Digital S.A, que desocupará o imóvel em 19/01/2016. Com essa vacância anunciada, a vacância total do fundo deve ficar próxima de 20%.

Se não anunciarem nenhuma nova ocupação, a renda deverá ser impactada mais fortemente a partir de Fevereiro. Acredito que seja reduzida para menos de R$ 0,60. Alguns reajustes poderão compensar por outro lado a perda de receita.

Continuo achando o RNGO um ativo muito bom, mas a vacância alta de Alphaville começa a atingir também o ativo que por mais qualidade que tenha, não consegue passar imune.


 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Por hora é isso amigos. Conforme surjam novos relatórios ou FR's eu volto a comentar. Espero que gostem e que estas opiniões ajudem em algo. Abraços!







 





terça-feira, 8 de novembro de 2016

Análise de ativo: XPGA11

Olá amigos, irei comentar mensalmente a partir de hoje sobre algum ativo que eu goste ou tenha em carteira e dar minha opinião e fazer um resumo.

Hoje vou falar sobre XPGA11 (XP Gaia), que é um fundo de CRIs (recebiveis imobiliarios) gerido pela XP. O XP Gaia conta com uma carteira com inúmeros CRIs, a maioria deles com lastro em loteamentos, e alguns deles com problemas. Por conta desses problemas, o fundo é atualmente o fundo de CRIs com maior desconto negociado em bolsa, isso porquê cerca de 3 CRIs na sua carteira acabaram por ter os fluxos suspensos, dois por conta de default (calote) e um por um atraso na obra que dá lastro ao ativo.




Em geral, trata-se portanto de um ativo de maior risco, porém com um belíssimo desconto frente a seu patrimônio. O detalhe aqui é que o CRI Harte (um dos problemáticos) recebeu recentemente uma proposta para alugarem o imóvel lastro (Edíficio Oceanic, foto logo abaixo), e também propostas para compra do imóvel, o que deverá garantir o retorno do fluxo do CRI, aumentando imediatamente a rentabilidade mensal do fundo. O outro CRI problemático é o CRI Torp, que é a maior posição do fundo. Este CRI quando deu default acabou por ter sua garantia executada e o fundo passou a ser proprietário de fração de um grande loteamento, e agora o fundo pretende lançar um projeto residêncial de loteamentos em parceria com uma empresa de desenvolvimento imobiliario. Conforme este projeto seja aprovado e ocorrerem as vendas, estes fluxos irão imediatamente para o CRI, pagando então parte do fluxo atrasado que não foi pago.

"Mas pq um fundo tão problemático tá na sua carteira, Living? Não era melhor comprar algo mais simples e menos arriscado?"


                                   


Aí que tá. O que me faz ter este fundo e gostar dele eu listo logo abaixo:



- Grande desconto sobre o valor patrimônial. É o fundo de CRIs com maior desconto disponível. Atualmente o valor de mercado deste fundo desconsidera que há ativos reais por detrás destes CRIs problemáticos, e que os fluxos serão retomados em algum momento, com a venda dos ativos.

- Mudança na gestão: A equipe de gestão do fundo foi modificada e agora o fundo prioriza adquirir ativos de maior qualidade, com boas taxas e acompanhar mais de perto as operações, inclusive com uma equipe de engenheiros. Em Outubro o XPGA adquiriu um CRI das Lojas Renner (altíssima qualidade, praticamente risco 0) e em Setembro um CRI da Mrv, além de outras operações com bons lastros e com bom crédito. Antes dessas aquisições o fundo estava com uma enorme posição em fundo de RF, que rendia muito pouco, portanto essas aquisições melhoram imediatamente o resultado do fundo.

- DY interessante e com tendência de alta. O método contábil do XPGA11 atualmente permite uma distribuição crescente ao longo do tempo, e com a situação dos CRIs probemáticos sendo resolvidas, a distribuição pode dar um salto!

- O CRI Cameron que também tem seu fluxo suspenso momentaneamente deve ser regularizado nos próximos meses. A obra do lastro do ativo está 99% concluída, e após a conclusão, os fluxos devem ser retomados em breve, impactando imediatamente o retorno mensal do fundo.

- Grande possibilidade de valorização. Sabendo que os problemas que envolvem o fundo estão sendo solucionados, além do seu método contábil que permite distribuições que vão crescendo ao longo do tempo, isso somado as perspectivas de quedas de juros, fazem o ativo ter um grande potêncial de upside na minha visão.

- Hoje o fundo está com um acúmulo de resultado não distribuído no semestre de cerca de R$ 0,25/cota, isso deve jogar as próximas distribuições pra mais de R$ 1,00, neste fim de semestre.

- Por fim, comparando o seu Yield com seus pares no mercado, vemos que ele está em um nível interessante, sendo uma das opções mais rentáveis.

Enfim, essa é a minha análise e resumo sobre esse ativo. Lembrando que NÃO SOU CONSULTOR DE INVESTIMENTOS e essa é a minha OPINIÃO, não representando RECOMENDAÇÃO DE COMPRA e muito menos responsabilidade sobre a decisão de quem resolve investir no fundo.

Se quer comprar o ativo, entre em contato com o RI, pergunte, questione, leia os relatórios, se se sentir confortável e depois de saber bem o que está fazendo, aí sim, compre se lhe for conveniente.

Acho que é isso. Logo faço alguma outra analise e resumo de outro fundo ou de algum outro relatório mensal.

Abraços!


segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Participantes inscritos no ranking de renda passiva até o momento

Seguem os nomes dos participantes que eu já inscrevi no ranking de renda passiva, que deve ser divulgado nos próximos dias:

- Viver de Dividendos e rendimentos (Eu)
-  Mulher Investidora (www.mulherinvestidora-oretorno.blogspot.com)
- Micro Investidor (omicroinvestidor.blogspot.com)
- Viver de FII (viverdefii.blogspot.com)
- Heavy Metal (heavymetalinvestimentos.blogspot.com)
- Beto Fiscal (betofiscal.blogspot.com)
- Mestre dos dividendos (mestredosdividendos.blogspot.com)
- Micro Investidor Nerd (http://microinvestidornerd.blogspot.com.br/)
- Steynd B ( http://steyndbinvest.blogspot.com.br/)


Como podemos ver, não houve muita adesão, e temos até agora apenas 9 inscritos. Lembrando que você pode calcular se quiser a renda da poupança, do cdb, da LCI...

A idéia é ter no mínimo uns 10 a 15 inscritos, mas se não chegar a isso, divulgarei com 9 mesmo.

Se você quer participar e ainda não está inscrito, deixe no comentário a sua renda passiva ACUMULADA no ano até 31/10/2016 e deixe também seu endereço do blog. A responsabilidade será de cada blog de participante atualizar com a sua renda passiva acumulada no ano mês a mês, onde irei chegar e atualizar os dados mensalmente.

Devo divulgar o ranking nos próximos dias, mas ainda espero ver mais alguns investidores nessa lista! A propósito, mesmo que sua renda passiva ainda seja muito pequena, não deixe de participar mesmo assim, afinal será uma forma de você também ir notando ela crescer, faça como o Micro Investidor que não se deixou abater e se inscreveu mesmo com uma renda passiva acumulada de R$ 81,37. Tenho certeza que ela vai crescer bastante ainda, e dará um ânimo notar a renda ir evoluindo no ranking. Enfim, não fique com vergonha, e participe!

Abraços!

sábado, 5 de novembro de 2016

Estarei criando um Ranking de Renda passiva

Olá amigos, recentemente estava pensando e vendo todos estes rankings da blogosfera e senti falta de um de renda passiva. O pessoal foca apenas no patrimônio e muitas vezes acabam não dando importância a renda passiva, que ao meu ver é o ponto mais importante do investimento e é o que me faz investir...

Então decidi que criarei um ranking comparando as rendas passivas ANUAIS dos participantes. A metolodogia será a seguinte, todos os meses os participantes terão de informar suas rendas passivas ACUMULADAS até o último dia útil de cada mês. Para a primeira divulgação do ranking irei solicitar aos participantes a renda passiva TOTAL acumulada até o dia 31/10/2016. :)



Quais as regras? Bom, todos os participantes terão de informar a renda passiva total acumulada no ano até 31/10, sendo que só serão aceitos como renda passiva DIVIDENDOS, RENDIMENTOS DE FIIS, JUROS DE CADERNETA DE POUPANÇA, JUROS ACUMULADOS DE CDB/LCI/LCA/CRI, CUPONS DE TESOURO, JUROS DE DEBÊNTURES, ALUGUEL DE IMÓVEL, ALUGUEL DE AÇÕES E JUROS SOBRE CAPITAL PRÓPRIO. 

Detalhe IMPORTANTE: Não vale valorização de NTN-B, LTN, AÇÕES, e etc... Por exemplo, se você aplicou 10 mil reais em NTN-B no começo do ano e ela valorizou 30%, gerando ganhos de 3000 reais, esses 30% NÃO CONTAM COMO RENDA. Idem para valorização de FIIs, Ações, LTN, NTN-F, etc... 

Já no caso de um CDB, digamos que seu saldo dia 31/12/2015 era de R$ 1000,00 e rendeu de juros até 31/10/2016 cerca de R$ 85,00 líquidos de imposto, então você pode computar a renda de R$ 85,00. Idem para LCI, LCA, Poupança... Minha idéia era excluir renda fixa, mas como sei que de fato tem gente que vive de renda da poupança, ou cdb, decidi permitir.

Tá interessado em participar do ranking? Deixe nos comentários desse post o endereço do seu blog e a sua renda passiva total acumulada até dia 31/10/2016. Ou seja, tudo que pingou em conta do dia 01/01/2016 até o dia 31/10/2016.

Também será necessário atualizar o seu blog mensalmente com a renda passiva ACUMULADA no ano. Todo inicio de mês irei verificar as rendas divulgadas nos blogs e atualizarei o ranking.

A idéia é ter no ranking até 30 participantes, mas dificilmente chegará a isso, então vamos ver quantos topam participar até o dia 10/11/2016.

Abraços!